Sina de Escritor:

Um mergulho na alma, uma aventura pelo mundo, um aprendizado na vida e o conhecimento como bússola

Textos

Fui por
Jorge Luiz da Silva Alves





          ...mares, ares e azares...gozando com gosto a gostosa sensação em ser sinuoso com palavras paliativas, palhaças, pautadas num esforço-de-bom-moço, vil caroço na garganta profana de quem engana e desencanta...corações. Emoções. Razões. Diapasões. Mares, ares e azares: calhamaços rasurados, rabiscados que, assinados, não garantem alforria; vida pífia de perfídia, me conformo todo dia em ser tacho, pobre escravo agrilhoado num compasso-mal-gingado, remelexo sem bom senso, só querendo aglutinar, participar, se enturmar, para a vida assim passar de convescote, num-só-trote; tendo sorte, o meu norte vou buscar até cansar, quero ganhar, aproveitar, gozar e amar, me-perder-e-me-achar, só p'rá depois, feijão-com-arroz, “encoxar baião de dois” bem na dobra destes mundos, bem profundos, “ó-garganta-beba-tudo!” e, num segundo, bem desnudo, erigir minha coragem, sacanagem, firme mastro de viagem noutros ares, te deixando em mil azares, p'rá viver por tantos mares...

www.jorgeluiz.prosaeverso.net


Jorge Luiz da Silva Alves
Enviado por Jorge Luiz da Silva Alves em 26/03/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
"Eppur si muove" - Galileo Galilei